Os motores que alavancam os bastidores da indústria de games

A comercialização dos motores de jogo (game engine) talvez seja a mais curiosa daquelas que se estabeleceram em função do mercado desenvolvedor. Os motores são softwares projetados para a criação de jogos eletrônicos, onde se aproveita uma série de funcionalidades mecânicas, visuais e sonoras já aplicadas em um projeto de game. O objetivo da engine é agilizar o trabalho, tanto do programador quanto dos designers gráficos e sonoros, ganhando tempo sem precisar refazer determinados processos de criação e, até mesmo, economizar no investimento do projeto. Geralmente, são editores que permitem manipular não só o processamento gráfico, mas também a renderização gráfica, a animação, a detecção da colisão entre objetos, os aspectos da física aplicados nos movimentos de objetos, o áudio, o script, a inteligência artificial, o controle de memória, o gerenciamento de arquivos e de objetos, entre muitas outras possibilidades.

Ao invés de vender os jogos, empresas se especializam na criação de motores ou de seus componentes para ofertar aos estúdios. Determinados motores funcionam como suíte, possibilitando a comunicação de dados entre aplicações com diferentes linguagens (middleware). No artigo “What is a Game Engine?”, lead programmer Jeff Ward faz uma breve análise entre API (Aplication Programming Interface) e SDK (Software Development Kit), dois formatos de distribuição de games engines. “APIs são as interfaces de software que os sistemas operacionais, bibliotecas e serviços oferecem para que você aproveite suas características particulares. Já o SDK é uma coleção de bibliotecas, APIs e ferramentas que estão disponíveis para a programação desses mesmos sistemas operacionais e serviços. A maioria dos motores de jogo fornece APIs em seus SDKs”, descreve o lead programmer.

Origem

O que Full Throttle, The Dig, The Secret Monkey Island, Manic Mansion e Sam and Max Hit the Road têm em comum? A mecânica e jogabilidade são bastante parecidas, porque utilizam SCUMM, um script de linguagem que permitia o desenvolvimento de gráficos para jogos de adventure point-and-click (aventura aponte e clique), da Lucas Arts e Sierrano final da década de 1980. Entre outras funções, GameMaker, Torque Game Builder Unity3D possuem motores point-and-click.

Confira os mais modernos motores de games:

CryEngine 3 (Crysis 3, Far Cry 3)

O lançamento da terceira geração da CryEngine, da  Crytek, aconteceu no dia 9 de agosto. Os motores 1 e 2 da CryEngine podem ser encontrados nas franquias Crysis e Far Cry.

 

Unreal Engine (Gears of War, Mass Effect, BioShock, Unreal Tournament, Deus Ex)

Glassbox Game Engine  (SimCity)

O motor Glassbox está presente na nova versão de SimCity. Confira os detalhes gráficos.

AlvilNext (Assassin’s Creed 3)

Rockstar Advanced Game Engine (Red Dead Redemption, GTA IV)

Naughty Dog Game Engine (Uncharted 2: Among Thieves)

The Dead Engine (Inferno de Dante)

Avalanche Engine (Just Cause 2)

IW Engine (Modern Warfare 2, Call of Duty: World at War)

EGO Engine (Colin McRae DiRT 2)

 

About these ads